PESQUISAR NESTE BLOG:

domingo, 15 de maio de 2011

6ª Mostra de Caldeiradas 2011

De 17 a 30 de Junho...



Caldeirada de Sesimbra

Segundo Fialho de Almeida é “uma composição rebelde à escrita dos manuais, característica, inconfundível, incapaz de se exprimir em quantidades de ingredientes, fracções de tempo, e acção rápida ou lenta do frio (…) da faca ou da colher”, enfim “o prato nacional é como o romanceiro nacional, um produto do génio colectivo: ninguém o inventou e inventaram-no todos; vem-se ao mundo chorando por ele, e quando se deixa a pátria lá longe, antes de pai e mãe é a primeira coisa que se lembra”.

A gastronomia de Sesimbra tem por base a sua riqueza e variedade piscícola.

A caldeirada é o prato mais emblemático porque reúne essa variedade de saberes tradicionais, estando associada à memória colectiva, nomeadamente aos festejos dos Santos Populares e concursos gastronómicos que remontam à segunda metade do século XX. (in Festas e Comeres do Povo Português – Maria de Lourdes Modesto, Afonso Praça Nuno Calvet).

A Caldeirada encontra aqui especificidades próprias: os ingredientes são dispostos em camadas sobrepostas, no fundo, colocam-se bivalves para evitar que “pegue”; do caldo faz-se a massa de peixe com raminho de hortelã, e nunca se mexe, apenas se “agita” o tacho.

Ingredientes: Tamboril, safio, caneja, tremelga, e respectivos fígados, sardinhas, batatas, cebolas, alho, tomate, sal pimenta e piripiri (facultativo), salsa, louro, azeite e vinho branco.

Fonte: CMS

Sem comentários: